Sem categoria

PERSONA – Dr. Fernando Rodrigues dos Santos 

Fundador do escritório “Fernando Rodrigues Advogados Associados”, o Dr. Fernando Rodrigues dos Santos é o Persona desta 47ª edição da Revista Singular. 

Com uma carreira consolidada no segmento jurídico, Dr. Fernando relembra o início da carreira, a escolha da especialização no direito, a gestão do escritório e também sobre temas latentes a profissão. 

Revista Singular – Porque escolheu ser advogado e como surgiu a vocação pela profissão?

Dr. Fernando Rodrigues – Sempre gostei muito de ler e escrever. Engraçado que na minha adolescência pensava em ser médico, mas quando descobri o mundo do direito, a paixão foi imediata. Sobre a vocação, uma das vantagens do direito é a possibilidade de atuar nas carreiras públicas como juiz, promotor, delegado, etc, mas a sensação que o advogado tem quando vivencia com o seu cliente o sucesso é impagável. Existe um jargão antigo dizendo que “o advogado é o primeiro juiz da causa”, e de fato é, pois a ele chega primeiro o caso, e sob sua ótica e forma de ver o mundo e o direito é que todo o processo se desenvolve. Me descobri completamente na profissão.

A partir desta decisão, como foi definir qual segmento de especialização e o porquê da escolha?

Na faculdade a minha paixão era o direito penal. Aliás, como para a maioria dos acadêmicos de direito. Até porque os filmes e a mídia exploram bastante essa área e realmente o direito penal tem muitas emoções. Contudo, nos estágios que fiz, descobri o direito empresarial. Vi na pele como é difícil empreender no país. Tem um amigo que diz que basta abrir um CNPJ que você já vira alvo no Brasil. Ao viver o cotidiano do mundo corporativo pelos estágios não me vi fazendo outra coisa e desde o início, a firma buscou esse caminho e me especializei nisso.

Atualmente, quais são as áreas de atuação do escritório e como a equipe é composta?

A firma Fernando Rodrigues tem em seu time pessoas que atuam nos mais diversos segmentos do direito empresarial, societário, tributário, trabalhista, imobiliário, contratual, consumidor, enfim, nossa firma se faz presente em tudo que permeia a rotina das empresas que trabalham conosco. Cada cliente tem um advogado como seu gestor específico, que é apoiado pelos seus líderes e sócios. 

Como é gerenciar um escritório de advocacia e quais são os desafios diários?

Nossa firma ganhou uma proporção significativa ao longo desses 17 anos de existência, e posso afirmar com segurança que não se chega longe sem ter um time qualificado ao seu lado. A aplicação do direito é a ponta do iceberg. Para se ter uma firma de advocacia sólida deve se ter um entrosamento entre equipe, fornecedores, clientes e uma governança corporativa que funcione como facilitadora da melhor entrega jurídica possível. Tudo isso vem alicerçado nos valores da empresa que nunca podem ficar só no papel. Os valores devem ser vividos cotidianamente. Quanto aos maiores desafios posso dizer que a mudança constante na legislação, enfrentar as dificuldades de lidar com a burocracia de estado, estar sempre motivando seu time e administrar as expectativas e ansiedades do cliente, merecem atenção especial de um bom gestor.

Como é o processo de escolha de um advogado para o escritório e quais as características são observadas? 

Dentro da governança corporativa da Firma Fernando Rodrigues Advogados Associados, há um conselho executivo, do qual aliás como sócio fundador, não faço parte, que é responsável por avaliar o candidato ou candidata e administrar o processo de contratação. Dessa forma, esse processo é colegiado. O Conselho deve constatar que o profissional preenche os requisitos para a vaga, evitando avaliações puramente individuais e subjetivas. O candidato deve no mínimo falar de maneira clara, articulada, escrever adequadamente com a devida aplicação das regras gramaticais e ter, no mínimo, conhecimento dos princípios gerais do direito.

Quais as características o cliente deve observar para contratar um escritório de advocacia de qualidade?

O empresário deve procurar uma firma que entenda os seus objetivos e ande junto com ele nos desafios diários. A relação cliente advogado no direito empresarial transcende o próprio direito, daí porque é importante que, acima de tudo, ele se sinta bem junto ao seu advogado, até porque, no mundo corporativo nem todos os dias são flores, como os empresários e profissionais do direito deste segmento bem sabem.

Na visão do senhor, a profissão de advogado está mais valorizada no país? O que ainda falta para elevar a profissão? 

A valorização da advocacia como profissão é uma pergunta recorrente. Entendo que ela nunca vai sair de moda. O direito é dinâmico e se renova constantemente de acordo com a evolução da própria sociedade. Penso que isso dificilmente vai mudar. A elevação de patamar, está intimamente ligada à qualidade dos profissionais da advocacia que ingressam no mercado. No passado recente, houve a abertura de inúmeros cursos de direito, e a OAB fez muito bem em elevar ainda mais o grau de dificuldade no exame de admissão. Advogados despreparados resultam em cidadão mais frágil frente ao estado o que é nefasto para a democracia. Tanto que a nossa constituição fala expressamente que o advogado é indispensável à administração da justiça. 

Um dos temas mais debatidos na advocacia é sobre a atuação em crimes e ações que envolvem o Marco Civil da Internet. A nova LGPD foi sancionada no Brasil em agosto do ano passado e garantiu aos cidadãos mais controle e privacidade na internet. Qual a avaliação sobre este tema e como atuar?

Sobre este tema em específico, posso dizer que a tecnologia vem antes e o direito tem que se virar depois. Ele dificilmente chegará antes para regulamentar o uso de uma tecnologia. A velocidade das evoluções tecnológicas digitais é assustadora. O Brasil, na medida do possível, vem tentando acompanhar esse movimento. A internet e os aplicativos de modo geral vieram a facilitar e muito o nosso cotidiano, contudo eles deixam os seus registros, de modo que a privacidade vem sendo afetada tanto quanto essa mesma tecnologia facilita a nossa vida. Tivemos o recente caso do Facebook, por exemplo, que vendeu ao mercado quase que o comportamento dos seus clientes na vida cotidiana. De modo geral, no Brasil existem ferramentas que tutelam o direito a privacidade e é possível conseguir em caráter de urgência a interrupção de possíveis violações. É um campo enorme de atuação dentro do direito empresarial. As pessoas e empresas devem ter muito cuidado com o que autorizam, pois se houver essa autorização prévia, em tese, não haverá violação.

E ao mesmo tempo como o advogado pode usar a tecnologia a favor do cliente?

Existem no mercado conceitos como volumetria e jurimetria, em que os sistemas conseguem fazer leituras estatísticas e, por conta disso, trazem alguma previsibilidade nos assuntos do direito com informações preciosas para as empresas. É um mundo que está apenas começando no universo jurídico e quem não se adequar ficará para trás. 

Mesmo com técnica e conhecimento, o atendimento personalizado entre advogado e cliente é fundamental para a obtenção do sucesso. Como atingir esta relação perfeita? 

Como disse, a relação cliente advogado no mundo corporativo transcende o direito. Há que se ter uma relação de confiança de parte a parte. A verdade é que acabamos por estar juntos no negócio. Essa confiança vem com o tempo e sem dúvida com o atendimento próximo e personalizado. Quando essa relação de confiança se faz presente e os objetivos são conjuntamente definidos, posso dizer que a relação chega perto da perfeição.

Anúncios

0 comentário em “PERSONA – Dr. Fernando Rodrigues dos Santos 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: